Missão

“Em arte, somos os primeiros herdeiros de toda a Terra […] os acidentes deterioram e o tempo transforma, mas somos sempre nós que escolhemos” – André Malraux (1950 )

Considerando a consistência do papel transformador da autarquia na atenção e promoção do produto artístico/cultural, tanto na lógica das artes emergentes como nas consolidadas no património local, sempre atendendo ao âmbito territorial, somos conscientes do lugar de charneira, pleno de circuitos de entradas e de saídas, frequência geradora de um campus propício à criação/solução, integrada de formação e fruição do objeto estético na pessoa.

%d bloggers like this: