1º CICLO DE DANÇA . ESPETÁCULO “SOMBRA DA MINHA SOMBRA” . produção MARTA TOMÉ

ciclo de dança1_cartaz

Anúncios

EXPOSIÇÃO COLETIVA DOS ALUNOS DO 10º ANO DO CURSO DE ARTES VISUAIS DA ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO DO ENTRONCAMENTO

Cartaz-Flyer Frente

SINOPSE

Esta exposição coletiva dos alunos do 10º ano do Curso de Artes Visuais da Escola Secundária com 3º Ciclo do Entroncamento resulta do convite da escola à Câmara Municipal do Entroncamento, no sentido de, mais uma vez, divulgar junto da comunidade local o trabalho desenvolvido pelos alunos da área de Artes Visuais, promovendo a articulação entre a escola e o meio envolvente.

AS OBRAS EXPOSTAS:

A exposição representa o trabalho desenvolvido ao longo do presente ano letivo, de acordo a análise das unidades de trabalho sugeridas que constam no programa da disciplina de Desenho A, do Curso de Artes Visuais e que foram as seguintes: “Desenho de Formas Artificiais”, “Estudos de Cor” e “Desenho de Formas Naturais”.

Todas foram precedidas por uma abordagem teórica que proporcionou o conhecimento necessário para uma fase, primeiro, de investigação e análise, e depois, de síntese e arte final. As composições visuais apresentadas refletem a resposta a um problema enunciado através do ato criativo e revelam a capacidade de adequação e evolução perante novos materiais e novas técnicas de expressão e representação.

OS AUTORES

Estamos perante um grupo de alunos trabalhadores, voluntariosos e que enfrentam os desafios com entusiasmo e persistência, acrescentando a tão necessária e característica irreverência própria das suas idades.

Numa fase de iniciação no Curso de Artes Visuais, já revelam provas de inequívoca qualidade na escola, chegando agora o momento de se apresentarem à cidade da região a que pertencem, com não menos entusiasmo, como em tudo o que têm feito ao longo do presente ano letivo, sempre de forma muito positiva.

Alunos do 10º ano do Curso de Artes Visuais da Escola Secundária com 3º Ciclo do Entroncamento: Adriana Barbosa, Adriana Matos, Alexandre Martins, Bruna Ramalho, Diana Barbosa, Filipa Moreno, Inês Martins, Inês Amaral, Jéssica António, Leonor Casalta, Lucas Lopes, Maria Duarte, Maria Rego, Maria João Graça, Mariana Narciso e Pedro Reis.

O Docente da disciplina de Desenho A e Coordenador da atividade, Professor Álvaro Santos

Exposição de Pintura “HOMENAGEM AO IMPRESSIONISMO”

Exposicao

“Na rota dos pintores – Homenagem”

“Desde muito cedo que me senti atraída por obras de arte, principalmente por pintura, e uma paixão muito especial pelas pinturas impressionistas.

Durante a minha vida profissional o tempo para dedicar à pintura foi pouco. Após o termo da minha vida profissional, decidi dedicar-me à minha paixão de sempre, a pintura, e logo procurei ter aulas de desenho e pintura para aperfeiçoar os meus conhecimentos.

Face às minhas preferências artísticas, dediquei-me, desde o início, a pintar uma coleção de quadros de homenagem aos pintores impressionistas que mais aprecio. Entretanto, fui pintando outros quadros sobre outros temas, para exposições coletivas.

O interesse pelos pintores impressionistas levou-me em Maio de 2011 até  Aix-en-Provence onde visitei a casa onde viveu Cézanne em Jas de Boufon. Foi uma sensação muito agradável passear pelos jardins onde Cézanne pintou tantas obras, e logo decidi pintar os locais que Cézanne pintou, como os vi e senti naquela altura.

Ao visitar o seu atelier, foi como se tivesse feito uma viagem à época de Cézanne, foi como se entrasse num “templo”. Ali estavam peças e móveis que o artista pintou, foi como se sentisse a alma do pintor e a sua presença. Para mim era um ambiente mágico.

Percorrendo as ruas de Aix-en-Provence fiquei a conhecer as ruas que ele palmilhou, a casa onde viveu, fiquei, assim, a conhecê-lo um pouco melhor, e a apreciá-lo, ainda mais.

Foi como se tivesse encontrado um amigo que já conhecia há muito tempo, mas que agora me mostrava a sua intimidade, a sua casa, os seus jardins, as suas árvores, o seu local de criação artística. Esta proximidade reforçou, sem dúvida, os laços com Cézanne e a paixão pela sua obra.

Nesta viagem, visitei, também, os locais que Van Gogh pintou e onde viveu (Arles, Saint Remy).

Foi encantador ver a ponte pencil e outros locais que ele pintou. Nesses locais existem hoje cópias das suas obras, o que torna, ainda, mais interessante esta viagem ao mundo da pintura impressionista para quem como eu a aprecia tanto. É como viver um pouco um sonho, e se fechar os olhos, consigo de uma forma surreal viajar até ao mundo da pintura nessa época, qual “Meia noite em Paris” de Woddy Allen.

Aqui fica, então, esta singela homenagem ao impressionismo e aos impressionistas, Cézanne, Van Gohn, Monet e Degas.”